Endocrinologia Esportiva

Consiste na associação dos conhecimentos da fisiologia endócrina e esportiva visando melhorar o desempenho físico, a composição corporal e a qualidade de vida; e diagnosticar e corrigir as deficiências hormonais clínicas e subclínicas existentes.

É inegável o papel dos hormônios no desempenho esportivo e na composição corporal. Disfunções hormonais como hipotireoidismo, hipogonadismo e deficiência de hormônio do crescimento estão relacionadas com queda de performance e piora da composição corporal, após corrigidas essas disfunções com a reposição do hormônio deficiente, é possível, reverter completamente este quadro.

A modulação hormonal, neste caso, visa a obtenção de níveis hormonais ótimos (não simplesmente níveis normais) para que o indivíduo atinja o máximo de performance e a melhor composição corporal possível.

Essa modulação hormonal é atingida não somente pela reposição com hormônios sintéticos/bioidênticos, quando estes são indicados (deficiência hormonal), mas também através de exercícios físicos programados, reeducação alimentar (introdução de alimentos específicos), suplementação nutricional e uso da fitoterapia.

Hipertrofia muscular: o aumento da massa muscular (hipertrofia muscular) depende de nutrição/treinamento adequados na presença de um ambiente hormonal favorável, isto é, níveis adequados dos hormônios anabólicos (testosterona, hormônio do crescimento – GH) e catabólicos (cortisol).

Definição muscular: uma boa definição muscular depende da presença de uma musculatura bem desenvolvida, associada a um baixo percentual de gordura. Dessa forma, todo o desenho muscular estará mais evidente. Diversas estratégias aceleram o processo de ganho de massa muscular e redução da gordura corporal permitindo um corpo mais definido.

Melhora da performance esportiva: os níveis hormonais adequados estão diretamente relacionados a uma melhor performance esportiva. Associado a isso temos os aspectos nutricionais e a uma adequada hidratação.

Emagrecimento sustentável: para perda de peso e manutenção do peso corporal obtido é fundamental uma mudança comportamental completa. O uso de medicamentos e correção das disfunções hormonais (quando necessária) pode ser de grande valia desde que associados a reeducação alimentar e prática regular de atividades físicas.