Testosterona

A Testosterona é um hormónio esteróide produzido pelo sexo masculino. A testosterona tem influência directa no desenvolvimento e manutenção das típicas características masculinas, sendo também influente na manutenção da função e desempenho sexual.

Continue Lendo

Risco Coronariano x Homocisteína

Pessoas com doenças coronárias, já confirmadas por angiografia, têm um risco, 10 a 15 vezes maior de enfarto se sua homocisteína estiver elevada! Um painel analítico abrangente, para ambos os sexos, pode caracterizar os riscos de doença cardíaca, AVC ou Alzheimer. Devemos dar atenção às lipoproteínas (LDL, HDL, triglicéridos), à testosterone e estradiol, à glucose (açucar), à homocisteína e ao deficit de DHEA (dehidroepiandrosterona).

Continue Lendo

Perda de Gordura

O CARDIO EM JEJUM PROMOVE UMA MAIOR PERDA DE GORDURA? Existem muitos defensores da realização de exercício cardiovascular em jejum, sendo que a maioria defende que este deve ser realizado logo ao acordar, antes do café da manhã.

Continue Lendo

Intolerância à lactose

O que é Intolerância à lactose? Sinônimos: Deficiência de Lactase, alergia ao leite A intolerância à lactose é a incapacidade de digerir lactose. A lactose é um tipo de açúcar encontrado no leite e em outros produtos lácteos. Causas A intolerância à lactose ocorre quando o intestino delgado não produz enzima lactase suficiente.

Continue Lendo

Hipotireoidismo e Esporte

O hipotireoidismo foi o principal motivo dado pelo atacante Ronaldo para o encerramento de sua carreira de jogador de futebol. A coletiva de afastamento aconteceu no dia 14 de fevereiro e, nela, o esportista afirmou que estava acima do peso devido a disfunção na tireoide e que não tomava remédios para controla-la pelo fato do medicamento ser considerado dopping.

Continue Lendo

Ganho de massa magra

Ganho de massa magra / muscular: Através da alimentação e suplementação adequada, exercícios voltados para hipertrofia muscular, de preferência orientado por um profissional de educação física - personal trainer – e reposição de hormônios anabólicos, se constatado a deficiência, é possível aumentar a massa muscular esquelética sem danos a saúde e de forma fisiológica.

Continue Lendo

  • 1
  • 2